Anvisa concede certificado à farmacêutica responsável pela produção da vacina Sputnik V

Anvisa concede certificado à farmacêutica responsável pela produção da vacina Sputnik V

De acordo com a Anvisa, quando a empresa cumpre com as boas práticas, isso significa que ela tem capacidade para produzir os medicamentos com a qualidade desejada

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu a “certificação de boas práticas de fabricação” para a Inovat Indústria Farmacêutica/União Química, responsável pela produção da Sputnik V. As informações foram confirmadas por volta das 12h30 desta terça-feira (30) pela Agência Brasil.

A certificação é o documento necessário para obtenção do registro de medicamentos biológicos. Ela garante que as empresas cumprem com as boas práticas necessárias para assegurar a qualidade, eficácia e segurança dos medicamentos.pastedGraphic.pngpastedGraphic.png

Na última semana, a Prefeitura de Ilhabela enviou uma carta de intenção de compra ao laboratório responsável pela produção da vacina Sputnik V.

A carta é um pré-contrato que permitirá a aquisição de 100 mil doses da vacina.

Estamos nos mobilizando para garantir que a nossa população seja toda imunizada. Além dos nossos munícipes, faremos ainda a doação de metade dessas doses para o Ministério da Saúde”

declarou o Prefeito Toninho Colucci.

As doses serão disponibilizadas no final do mês de abril, após a aprovação pela Anvisa.

Entenda como funciona a certificação

O aval é concedido após análise das condições de fabricação das empresas produtoras da vacina. As companhias devem estar de acordo com as normas de segurança e qualidade estabelecidas pela Anvisa. 

A certificação é uma avaliação realizada por inspetores qualificados para garantir que uma fábrica, em qualquer lugar do mundo, cumpra com os requisitos determinados pela legislação brasileira. São avaliadas as estruturas físicas das áreas de produção, armazenamento e laboratórios de controle de qualidade, entre outros pontos.

Quando a empresa cumpre com as boas práticas, isso significa que ela tem capacidade para produzir os medicamentos com a qualidade desejada e sempre com o mesmo padrão definido no registro em todos os lotes fabricados, segundo a Anvisa.

Em nota, a Anvisa informa que finalizou as análises de todas as fábricas citadas no pedido de autorização para uso emergencial, protocolado em 24 de março de 2021. 

De acordo com a Anvisa, o processo de certificação da empresa Inovat Indústria Farmacêutica, do grupo União Química, localizada em Guarulhos, ocorreu para a verificação das condições técnico operacionais da empresa, no período de 8 a 12 de março de 2021, devido às modificações na área fabril efetuadas para adequar o processo de fabricação da Vacina Sputnik V.