Flávia Pascoal chega a 30% e dispara na liderança em Ubatuba; Sato cai para 19,5%

Flávia Pascoal chega a 30% e dispara na liderança em Ubatuba; Sato cai para 19,5%

A candidata Flávia Pascoal conquistou uma larga vantagem sobre o prefeito Sato nesta última semana da corrida eleitoral pela prefeitura de Ubatuba. Na semana passada, eles apareciam tecnicamente empatados.

No novo levantamento realizado pela GOVNET/OPINIÃO PESQUISA, a candidata do PL aparece bem a frente do atual prefeito.

A pesquisa estimulada divulgada nesta quinta-feira (12/11) pela GOVNET, mostra Flávia Pascoal com mais de 10% de vantagem sobre seu principal concorrente. A candidata teve um crescimento exponencial e hoje tem 30% das intenções de voto. Sato caiu e aparece com apenas 19,5% dos votos.

Todos os outros candidatos estão muito atrás, com menos de dois dígitos, e num cenário de empate técnico coletivo, levando em conta que a margem de erro da pesquisa é de 4,9 pontos percentuais, para mais ou para menos. Alex da Saúde é o terceiro colocado, com apenas 6,8% das intenções de voto, seguido pelo professor Arnaldo (5%), Maurício (4,3%), Gady Gonzalez (3,3%), Gilson Rocha (3%), Nuno (2,8%), Claudinei Salgado (1,3%), Anderson Tato do Mercado (1%), Pedrão da Guivale (1%), Edenelson Prado (0,8%) e Léo Cipolli (0,5%). Marcelo Mungioli não pontuou. O percentual de pessoas que anularia ou não votaria em nenhum ficou em 11,5% e o de indeciso ou que não sabem foi de 9,5%.

De acordo com o levantamento, o domingo de eleições em Ubatuba será de fortes emoções e a briga será mesmo entre os candidatos Flávia Pascoal e Sato, uma vez que os demais candidatos aparecem muito distantes e empatados tecnicamente.

Espontânea

Já na pesquisa espontânea, quando não são apresentados os nomes dos candidatos que concorrem à eleição, e é perguntado ao eleitor “Se a eleição para Prefeito de Ubatuba fosse hoje, em quem você gostaria de votar? Flávia Pascoal também aparece em primeiro lugar com 18,8%, seguida por Sato, que foi citado por 14,8% dos entrevistados. 

Alex da Saúde e Gady Gonzalez estão empatados em terceiro lugar com 3,3%, seguidos pelo Professor Arnaldo (3%), Maurício (2,3%), Nuno (1,5%), Anderson Tato do Mercado (1%) e Claudinei Salgado (0,8%). Gilson Rocha e Pedrão da Guivale tem 0,5%, já Léo Cipolli e Edenelson Prado aparecem com 0,3%. O percentual de pessoas que anularia ou não votaria em nenhum candidato ficou em 9%. Já os indecisos ou que não sabem somam 41%.

Rejeição

Outros dados coletados pela pesquisa realizada em Ubatuba mostram a rejeição dos candidatos. 

Quando perguntados “Em quais desses nomes, você não votaria de jeito nenhum para Prefeito de Ubatuba na eleição desse ano?”, o candidato Sato é o pior avaliado com 34,8% dos votos. Já a candidata Flávia Pascoal apresentou uma rejeição muito menor dentro do eleitorado, com apenas 5%.

Foram ouvidos 400 eleitores entre os dias 09 e 10 de novembro. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado pela GOVNET/OPINIÃO PESQUISA a pedido do jornal Tribuna do Povo e está registrado sob o número SP-03950/2020.