Ilhabela a gente quer bem!

Ilhabela

Todo mundo gosta de boas histórias,  elas servem de exemplo e nos ensinam a agir em nossa própria jornada. Por isso, em parceria com a Prefeitura de Ilhabela, apresentamos o projeto “Ilhabela, a gente quer bem”.

A seguir vamos revelar histórias de vida e de solidariedade de vários moradores de Ilhabela, que fazem a diferença na cidade e na vida de muita gente.

As histórias são surpreendentes, como a de Benedito Valdemar de Jesus, cabo da Polícia Militar, que viveu o início da infância nas ruas de Aparecida, coletando materiais recicláveis junto com sua mãe e irmão, de onde tiravam os recursos para se alimentar. Aos seis anos, ele foi adotado e sua vida mudou. 

Hoje, Valdemar dedica boa parte de seu tempo na educação de crianças e jovens de Ilhabela, com o único propósito de tornar a cidade que ele escolheu para viver, um lugar melhor.

São doze histórias reveladas e uma das mais impressionantes é a de Silvana Domingues, carinhosamente conhecida como “Nega da Capoeira”.

Hoje, seu nome é sinônimo de solidariedade e dedicação ao próximo. Sua vida em Ilhabela, cheia de lutas e vitórias, teve início com a ajuda de Dona Mariazinha Fazzini e de lá prá cá a Nega não parou mais.

 

Por Caio Gomes