Cai número de casos da Covid-19 em Ilhabela e transmissão indica estabilidade

Cai número de casos da Covid-19 em Ilhabela e transmissão indica estabilidade

Após o surgimento da variante Ômicron em todo o Brasil, Ilhabela passou por um grande salto no número de contaminações logo no início deste ano, atingindo a marca de 1473 casos confirmados na primeira semana do mês de janeiro. Este número vem diminuindo consideravelmente, tendo apenas 141 casos confirmados na primeira semana do mês de fevereiro.

De acordo com levantamento do Departamento Epidemiológico da Prefeitura de Ilhabela, o cenário da pandemia começa a mudar o rumo, indicando a estabilização da contaminação pela variante Ômicron.

“As ações de vacinação em massa na cidade, aliada ao incentivo dos protocolos sanitários, como uso de máscara, álcool gel e coibindo as aglomerações nos ajudaram a retomar o cenário da pandemia em Ilhabela, permitindo uma retomada mais segura das atividades na cidade”, destacou o Prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci.

Na ocasião da alta no número de casos, o Prefeito Toninho Colucci adotou novas medidas, como o aumento no número de leitos, ampliação dos horários de funcionamento dos postos de saúde, contratação de mais profissionais da saúde e a disponibilização da testagem em massa para a população.

Na primeira semana do mês de janeiro deste ano, o número de casos confirmados foi de 1.473, seguido de aumento na segunda semana até apresentar uma queda com 141 casos no início de fevereiro.

“Após este processo, conseguimos ver uma luz no fim do túnel e já trabalhamos na retomada econômica da cidade, e esperamos a normalidade em todas as áreas, principalmente no Turismo, que é nossa indústria”, destaca Colucci. 

A vacinação segue em Ilhabela, agora, todos os postos de saúde da cidade, que farão a vacinação contra a Covid-19 para pessoas a partir dos 6 anos. Já a vacinação exclusiva para as crianças de 5 anos deverá ser feita somente no Posto de Saúde da Barra Velha (baixa). O horário de atendimento será das 8h às 16h30.

Além disso, vigora na cidade o decreto municipal que obriga o uso de máscaras em locais públicos e a apresentação do passaporte vacinal (duas doses) para acessar os comércios e repartições públicas da cidade.