Em feito inédito, Ilhabela assina acordo de cooperação com o Comitê Paralímpico Brasileiro

Em feito inédito, Ilhabela assina acordo de cooperação com o Comitê Paralímpico Brasileiro

Numa ação inédita na cidade, a Prefeitura de Ilhabela assinou na quinta-feira (28/10) um Acordo de Cooperação com o Cômite Paralímpico Brasileiro, no intuito de promover a cooperação técnica e o intercâmbio de informações, experiências e tecnologias para contribuir na melhoria da gestão pública municipal nesta área. 

O Acordo de Cooperação prevê a conjugação de esforços e apoio mútuo entre os partícipes para o desenvolvimento de ações de divulgação do desporto paralímpico junto à rede pública de ensino, bem como junto a profissionais e outros setores que atuam na área da atividade física e esportiva, mediante implementação de curso de capacitação profissional no esporte Paralímpico no modelo à distância e/ou presencial para educadores físicos.

“O alto rendimento muda a percepção da sociedade em relação ao potencial das pessoas com deficiência. Levar essa formação e conhecimento a todos os professores e alunos de Ilhabela, sem dúvidas, será uma oportunidade única de inclusão”, declarou o presidente do Cômite Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado.

Numa parceria entre as secretarias de Educação e a de Esportes, Lazer e Recreação, que juntas firmaram o acordo de cooperação com o Comitê Paralímpico Brasileiro, serão capacitados todos os professores da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação e os da Secretaria de Educação. Na sequência, todos professores de Ilhabela, incluindo os da iniciativa privada, receberão essa capacitação. 

“Quanto mais a adesão dos professores, maior será o resultado desta inclusão, tanto nos cursos como entre todas as crianças”, declarou a secretária de Educação, Lídia Sarmento. 

O primeiro módulo de capacitação dos professores terá a duração de 60 horas e poderá ser feito online. Na sequência serão disponibilizados outros cursos, tanto presencial como online. 

“Esta é uma vontade do prefeito Toninho Colucci que surgiu no início da gestão, principalmente pela aproximação com a Confederação Brasileira de Vela e consequentemente com o Comitê Paralímpico Brasileiro. Sem dúvidas, um grande ganho para a cidade”, destacou o secretário de Esportes, Lazer e Recreação, Harry Finger.