Exposições culturais são atração no fim de semana em Ilhabela

Exposições culturais são atração no fim de semana em Ilhabela

Aproveitar o fim de semana visitando exposições culturais pode ser uma boa ideia de passeio, em destaque estão quatro exposições com temas distintos mas igualmente enriquecedores.A exposição Baleias e Golfinhos de Ilhabela segue até setembro no prédio da antiga Cadeia e Fórum na Vila. Esta exposição tem como intuito mostrar a riqueza em animais do nosso mar, de forma atrativa e artística, sendo um trabalho fantástico e resultado da união entre a Prefeitura de Ilhabela e as principais instituições do segmento que atuam na cidade. A exposição conta com fotos de cooperadores do Projeto Baleia à Vista e Projeto Baleia Jubarte, além de desenhos dos alunos da rede pública de ensino. Uma maneira incrível de mergulhar sem se molhar e contemplar a diversidade marinha de Ilhabela. A exposição está aberta todos os dias da semana, das 10h às 19h de domingo a quarta e das 11h às 20h de quinta a sábado.A artista caiçara Edilaine Cruz, está expondo suas obras que guardou consigo desde as primeiras criações até os dias de hoje. A exposição “Em Toda Criação” traduz em forma de arte a visão de amor e sabedoria advinda de Deus, segundo a artista. Edilaine produz obras em óleo sobre tela e dedica-se a aprimorar a técnica de pintura realista, baseando-se na natureza, retrata desde paisagens marinhas a flores e animais selvagens. É uma oportunidade imperdível para visualizar o mundo através de uma lente diferente.A exposição pode ser visitada do dia 3 a 17 de junho. O horário para visitação durante a semana é das 9h às 18h e aos finais de semana das 15h às 21h e está localizada na sede da Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci), na rua Dr. Carvalho, 80 – Vila.A partir de sexta-feira (3/6) a artista plástica Gabriela Padovan Salgueiro, mais conhecida como “Bi Salgueiro”, estará apresentando a exposição “Caminhos”. Nesta exposição, a artista retrata uma ligação entre os seus trabalhos antigos que tinham como foco a relação do homem para com a natureza. Ao se inspirar no livro “A teia da vida”, de Fritjof Capra, a artista faz a relação entre o Eu e o todo, discutindo através do seu trabalho a individualidade de cada ser humano.A exposição ocorre do dia 3 a 17 de junho. O horário para visitação é das 9h às 18h (durante a semana) e das 15h às 21h (aos finais de semana). Localizada na sede da Fundação Arte e Cultura de Ilhabela (Fundaci), na rua Dr. Carvalho, 80 – Vila. O Centro Cultural da Vila está recebendo a partir desta sexta-feira (3/6) a exposição “Sob Ataque”, do Coletivo Garapa. A mostra conta com fotos de acervos documentais distintos e registros fotojornalísticos contemporâneos. A exposição vem a partir de uma fotografia do imóvel da Rua Helvetia, 2, no Centro de São Paulo, alvo de um bombardeio durante a Revolução Paulista de 1924. Tem como intuito relatar explosões e episódios de violência que ocorreram no local em questão ao longo dos anos, resultando na formação de locais como a Cracolândia. Um conjunto de fotografias criadas pelo Coletivo Garapa também fará parte da exposição, derivadas de encenações de explosões na região, registros históricos sem autoria declarada e imagens de fotojornalistas contemporâneos. As imagens observadas são uma fonte de reflexão acerca de tensões históricas e seus impactos na atualidade.O Centro Cultural da Vila está localizado na rua da Padroeira, 140, Vila – Centro Histórico de Ilhabela, fica aberto (das 9h às 18h) de segunda a quarta-feira e (das 9h às 21h) de quinta a domingo. A exposição estará acessível em Ilhabela até o dia 19 de junho.